Terça-feira, 22 de Abril de 2008

...

Meu Vampiro

 

 

Quando a lua cheia
No céu começa a brilhar,
Ouço ao longe,
De tuas asas o rufar.
Corro a abrir a janela
Para que possas entrar.
 
Quando adentras meu quarto,
És outro bem diferente.
Tuas asas desaparecem, 
Surge o homem sedutor
E por demais atraente.
 
Teus olhos verdes me atraem
Brilhando na escuridão
E, quando de mim te aproximas,
Entrego-me a teus desatinos.
Tuas pontiagudas e brancas caninos
Perfuram-me a jugular macia
E o sangue me sugas
Com sofreguidão.
 
Desfaleço em teus braços,
Meio morta de amor e paixão.
És meu vampiro das noites de lua,
E eu a presa que te sacia

publicado por Roberta Vampire às 04:32
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De bruna a 11 de Agosto de 2013 às 22:11
eu tbm tenho um vampiro


Comentar post