Domingo, 20 de Abril de 2008

...

A espera de seu amado Imortal

 

Minha garganta sedenta
Do sangue já sinto o gosto,
Circular em minha boca
Já sinto mudar meu corpo trasfigura-se meu rosto


Não sou mais a mesma me tornei outra.
Todas as mudanças estou em metamorfóse milenar
Minha fome e sede desejo saciar está tudo tão diferente...
Sinto sede Sede de sangue corrente Corrente em veias, artérias...


Em um monstro me transformei?
Ou continuo sendo apenas alguém...
Alguém a vagar pelas vias escuras,
Onde ei De fazer mais uma vitima


É um alimento que não me sacia
Pois só quem essa fome pode aplacar
É meu amado que ainda estou a procurar
Meu amante das sombras
Companheiro eterno das noites


Alimento completo de corpo alma sexo e sangue
Mas agora tenho que continuar
Enquanto meu amado não vem
Sairei toda noite solitária
Para inocentes vitimas fazer


E estas descobrirão antes da noite terminar
O pesadelo que os fará tremer.
Invadirei sonhos, invadirei mentes
Morderei de todos os punhos
Cada vez mais ferozmente.


Serão noites de terror
E vitimas ao acordar
Todos soltarão gritos de horror
Quando a noite se aproximar.
Não terei dó nem piedade tenho que continuar...
Até meu prometido chegar.

-----------------------------------------

ESCRITO POR: Robert Vampire

 

 

publicado por Roberta Vampire às 07:32
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De michelle a 27 de Maio de 2010 às 02:37
lindo
simplesmente perfeito
vampiresco...


Comentar post