Domingo, 20 de Abril de 2008

...

Em minhas Veias




Por
Nazarethe Fonseca
Todos os direitos reservados a Autora®


Morda-me.
Deixe-me correr por suas veias,
Amá-lo com meu sangue mortal.

É um convite,um pedido,uma súplica dita junto a tua boca de vampiro.

Quero sentir teu beijo frio.
Preciso desesperadamente sentir sua língua.
Meu corpo morno te aguarda trêmulo.
Desejo-te,venha...
É um convite mortal.
Preciso de um beijo de sangue.

Dessa pequena morte selvagem que me dá.
Dos teus olhos febris me devorando.
Deixe-me morrer dentro de suas veias e virá esta fome
Que te perturba,que te enlouquece,que te leva ao êxtase.
Meu amor,meu pequeno monstro sangüinário.
Preciso te amar assim em meus sonhos,
Com meu coração...

Venha pelos telhados,dentro da noite que espero ansiosa.
Quero sentir teus dedos, teu corpo tão morto-vivo.
Quero desesperadamente sentir teus caninos em minha carne.
Eu sangro feliz,eu te convido siente da dor.
Cansei de viver de sombras,de palavras e mentiras.
Preciso do que conheço como real,você,meu amor.
Desse beijo maldito que me dará restará a morte.
Mas é assim que eu quero,é assim que será.
Vem,eu não tenho medo do teu abraço.
Na verdade sou como você.
Meio vampira.


publicado por Roberta Vampire às 07:09
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Jorge Luis Ferreira a 7 de Julho de 2009 às 17:05
que lindo...
oração da meia noite


Comentar post